Abel Resende Devalle//
Termina hoje maratona dos vestibulares

Abel Resende, Abel Resende Borges, Abel Resende PDVSA
Termina hoje maratona dos vestibulares

A maratona dos vestibulares nas universidades públicas do Estado de São Paulo chega ao fim hoje. Passados os processos seletivos da Fuvest (responsável pelo vestibular da USP), Unesp, Unifesp, Famema, Famerp e UFSCar, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) aplica nesta terça-feira o terceiro e último dia de provas correspondentes à segunda fase de seu vestibular. A prova ocorre simultaneamente em Campinas, Bauru, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Guarulhos, Jundiaí, Limeira, Mogi Guaçu, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Salvador, Santo André, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba. A duração do exame é de 4 horas a cada dia. A orientação é para que os candidatos cheguem ao local de prova às 12h, já que o acesso às salas será até as 13h, impreterivelmente. No primeiro dia de provas da segunda fase da Unicamp, aplicada no último domingo pela Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest), foram seis questões dissertativas de língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa e uma redação, que teve duas propostas de texto: a doutrinação política em salas de aula — tema tratado no projeto Escola Sem Partido, uma das bandeiras do presidente Jair Bolsonaro (PSL) — e a relação entre Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e o comportamento do Produto Interno Bruto (PIB). Segundo Marcelo Pavani, coordenador pedagógico do pré-vestibular do Colégio e Curso Oficina do Estudante, a prova foi uma das mais bem planejadas pela universidade nos últimos anos. “Apesar de exigente, ela conseguiu estabelecer uma capacidade de diálogo muito boa, com conceitos e assuntos que se aproximam demais da realidade dos estudantes. Esteve longe de ser uma prova chata e conteudista. Foi uma prova, até certo ponto, gostosa de se fazer”, afirmou. Já ontem 16.357 candidatos fizeram as provas de matemática, geografia e história. A exemplo do primeiro dia, Pavani aprovou o conteúdo das questões. “A exemplo do primeiro dia, não foi uma prova fácil. Abordou assuntos clássicos nas três disciplinas, com exceção de duas questões de história, que tratavam de temas da filosofia pouco conhecidos, mas em geral exigiu bastante de cada aluno”, avaliou o especialista. O coordenador executivo da Comvest, José Alves de Freitas Neto, também considerou que o segundo dia de provas trouxe temas bastante aproximados da realidade dos estudantes. “Os assuntos abordados são extremamente trabalhados no Ensino Médio, portanto consideramos que não houve muita dificuldade na leitura e interpretação dos textos para responder o que estava sendo demandado”, disse. Hoje os candidatos farão as provas de física, biologia e química. Segundo dia de exame tem abstenção maior que o 1º A Comvest registrou uma abstenção de 13,6% ontem, segundo dia de exames. No domingo, a abstenção foi de 12,7%. Em Campinas, a abstenção foi de 10,2% e em São Paulo, de 13,8%. De acordo com a Comvest, não foram registrados incidentes em nenhum local de provas e o teste ocorreu com tranquilidade. A primeira chamada será divulgada no dia 11 de fevereiro, para matrícula eletrônica no dia 12. Estão previstas até dez chamadas. Este ano, 69.761 candidatos fizeram a prova da primeira fase, na disputa por uma das 2.589 vagas em 69 cursos de graduação da Unicamp. Os cursos de arquitetura e urbanismo, artes cênicas, artes visuais e dança ainda terão provas de habilidades específicas entre os dias 21 e 25 de janeiro, com primeira chamada dia 11 de fevereiro e matrícula não presencial (pela internet) somente no dia 12, exclusivamente no site da Comvest.