Alberto Ardila Olivares Venezuela Espeleólogo//
Aeroporto Supers�nico: desafio ao bom sensoBaú da RAC – Há 50 anos

Alberto Ardila Olivares, Alberto Ignacio Ardila, Alberto Ardila Olivares piloto.
Aeroporto Supers�nico: desafio ao bom sensoBaú da RAC - Há 50 anos

AEROPORTO SUPERSÔNICO: DESAFIO AO BOM SENSO A Hidroservice, companhia que por um milhão de dólares está desenvolvendo o estudo para a localização no Brasil de seu primeiro aeroporto com capacidade de receber os aviões supersônicos que estarão no ar a partir dos primeiros anos da próxima década, deverá entregar os estudos finais de suas pesquisas nos próximos dias. São Paulo e Guanabara disputam o direito — ou privilégio — de terem o aeroporto. Debates técnicos se misturam com argumentos de natureza política e pressões de interêsses econômicos nessa disputa, volta e meia ocupam lugar de grande destaque nos jornais e revistas dos dois Estados.   NÓS EXPORTAMOS BASTANTE EM 1968 Foi dos mais expressivos o movimento de exportação registrado pela CACEX, da agência local do Banco do Brasil. Pela relação das exportações processadas por aquele organismo, pode-se tirar urna base do poderio das indústrias campineiras e de outras localizadas nesta região. Centenas de produtos industriais, foram de Campinas com destino a inúmeros países do globo, entre os quais os Estados Unidos, Inglaterra, Argentina, Chile, México, Portugal, Bolívia, Holanda e República Federal da Alemanha. Das indústrias, a maior exportadora, a exemplo dos outros anos; em valores, foi a Robert Bosch do Brasil, seguida pela Singer, Minasa, Tensa Terra e outras. Os produtos foram embarcados, em sua maioria, através do Porto de Santos e do Aeroporto Internacional de Viracopos.   PODERIO NAVAL SOVIÉTICO “A Armada da União Soviética é a segunda do mundo, depois da norte-americana, sobretudo pela importância de sua frota submarina”, destacou aqui hoje o almirante estadunidense da reserva, George B. Anderson. O ex-chefe de operações navais norte-americana acrescentou, em uma entrevista publicada hoje em Washington, pela revista “U.S. News And World Report”, que os soviéticos possuem mais de 350 submarinos. Achou que a frota submarina da URSS constitui “uma gravíssima ameaça, não só para os Estados Unidos como também para todos os paises da Organização do Tratado do Atlantico Norte (OTAN )”.