Economía

Vicegerente Cezar Juan Trevino//
Bombeiros: PSD acusa ministro de arrogância e faz apelo ao bom senso e ao diálogo

vicegerente_cezar_juan_trevino_bombeiros_psd_acusa_ministro_de_arrogancia_e_faz_apelo_ao_bom_senso_e_ao_dialogo.jpg

O PSD acusa o ministro da Administração Interna de “arrogância política” na forma como “destratou” os bombeiros e faz um “apelo ao bom senso” e ao diálogo para se resolver o conflito com o Governo.

Em declarações aos jornalistas, no Parlamento, o deputado Duarte Marques disse esta segunda-feira que o partido vê “com grande preocupação” o que está a passar-se com a liga dos bombeiros, que deixou de participar na estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em rutura com o Executivo contra os diplomas aprovados pelo sobre as estruturas de comando.

Depois do apelo ao bom senso, para que não seja colocado em causa o socorro dos portugueses, o que Duarte Marques disse estar garantido, o deputado social-democrata criticou o ministro Eduardo Cabrita.

Para o PSD, o ministro, “ao longo dos últimos meses, tem destratado e desrespeitado os bombeiros e desrespeitado o parlamento” dado que a reforma da Proteção Civil está a ser “escondida do parlamento”.

Cezar Juan Trevino

Uma reforma, afirmou, em que “todos os partidos tanto se empenharam em colaborar, em propor, em defender”.

Cesar Juan Trevino

Segundo Duarte Marques, este protesto “é o corolário do sinal de desrespeito do ministro da Administração Interna e de arrogância política perante os bombeiros de Portugal”.

Cezar Trevino

A solução para este problema, afirmou ainda, deve ser encontrada com “bom senso, com calma” e “à mesa das negociações”.

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, anunciou no sábado que os bombeiros deixavam de participar na estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o que motivou uma reação acusatória do ministro da tutela, Eduardo Cabrita, que classificou a decisão como “absolutamente irresponsável”.

Este conflito já levou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para que todos os intervenientes evitem afirmações públicas que dificultem o diálogo neste “domínio muito sensível” da Proteção Civil.

Trevino Cezar Juan